Cristina Maya Caetano


plastic artist and writer

Comentários

de Curadores e Galerias Internacionais

 

CLAUDIA – ART PRODUCTIONS NEW YORK – MANHATTAN (EUA).
“Temos interesse em seu trabalho e na possibilidade de ter alguns de seus trabalhos mais recentes nos nossos projetos em andamento e futuros, incluindo nossas exposições e eventos criativos. Depois de uma extensa revisão do seu trabalho, acreditamos que você é um ajuste curatorial ideal para nossos projetos.” Versão portuguesa do original.
Agosto 2018

JAMES OUTHWAITE – CREATIVPAPER PUBLICATIONS( UK).
“Nós achamos a sua arte fantástica e seria perfeita para o CreativPaper. Nós só trabalhamos com artistas em quem acreditamos 100%.” Versão portuguesa do original.

Maio 2018

CORINNA STEINER – GALERIA STEINER, VIENA. (ÁUSTRIA).
“Eu gosto do teu trabalho e gostaria de uma exposição da tua arte na nossa galeria.” Versão portuguesa do original.

Abril 2018

VERONICA WEINBERG – ASSISTENTE EDITORIAL DA “CONTEMPORARY ART CURATOR MAGAZINE”.
“Tendo em consideração a sua obra de arte, é um grande prazer para a equipe editorial convidá-la a incluir o seu trabalho no Livro de Arteo ‘100 Artistas do Futuro” Versão portuguesa do original.

Abril 2018

ELF AVERT – NO ARTIGO DA REVISTA “ ATIM’S TOP 60 MASTERS 2018”, PÁGINA 121. NOVA YORK (EUA).
“Mergulhando-nos no seu mundo de cores, Cristina Maya Caetano cria trabalhos elaborados e complexos que se concentram no poder visual das cores e na multiplicidade de padrões entrelaçados na tela. As cores que ela usa mostra um equilíbrio entre os tons mais quentes e os mais frios, promovedo a harmonia na tela. Ela agrupa diferentes tons em pares, criando um fluxo entre eles. É um elemento aprimorado pelos padrões florais e ligeiramente abstratos das obras, algo evidente em pinturas como “Corpo De Sal. Corpo De Mar” e “Portal Da Ascenção”. O resultado visual final das pinturas tem um fundo conceitual diversificado enraizado na complexidade das formas e padrões que Caetano introduz no seu trabalho. As suas pinturas referem-se acima de tudo à espiritualidade, alegria e tranquilidade, evitando conceitos estressantes ou sombrios. As linhas largas e uma caracterização lúdica dos “assuntos” que escolhe, Cristina cria uma combinação perfeita entre imagens e narrativas.” Versão portuguesa do original.

Abril 2018

ARTTOUR INTERNATION TEAM. NOVA YORK (EUA)
“Cristina Maya Caetano, artista contemporânea que utiliza uma combinação de pintura e ilustração no seu processo artístico, ligada às suas raízes em Portugal”. Versão portuguesa do original.

Janeiro 2018

MARA CAMPANER – ASSOCIAZIONE CULTURALE “SEI L’ARTE” (ITALY)
“Eu vi o teu trabalho e eu o considero muito interessante para a Dolomite Art Fair”. Versão portuguesa do original.

Janeiro 2018

SABRINA REEVES – ART PRODUCTIONS NEW YORK (EUA)

“O teu trabalho tem uma estética que ressoou fortemente tanto comigo como com os nossos curadores, não só pela força de visão, mas também porque os conceitos alinham-se com os temas das nossas exposições”. Versão portuguesa do original.

Dezembro 2017

DINO MARASÀ – CRITICO DE ARTE INTERNACIONAL. STUDIO BYBLOS (PALERMO, ITÁLIA)

“O alfabeto cromático de Cristina Maya Caetano é brilhante e feito de cores brilhantes. Os seus rostos, sempre expressivos, vão ao encontro de uma narração pictórica transmitindo-nos alegria e positividade. Ela tem um arco-íris de sensações e um romantismo vibrante que é agradável para o espectador”. (Livro de Arte “Polychromia International”).  Versão portuguesa do original.

Novembro 2017

VINCENZO NOBILE – DIRECTOR DE ARTE DA NAG ART GALLERY (PIETRASANTA, ITALY)

“Alto sentido estético e capacidade de expressão em uma vasta forma de arte”. Versão portuguesa do original.

Dezembro 2017

“Estamos a contactar-te depois de ter visto as tuas obras na Bienal de Florença e ficamos fascinados com a tua poesia, linguagem e técnica”. Versão portuguesa do original.

26 novembro 2017

BLANCA L. – CURADOR DE ARTE. GALERIA DE ARTE GAUDI. (MADRID, ESPANHA)

“Eu adorei as tuas obras de arte expressivas e coloridas”. Versão portuguesa do original.

6 novembro 2017

MARIA STELLA – REPRESENTANTE AGORA GALLERY (NEW YORK, EUA)
“Eu encontrei a tua arte on-line e fiquei impressionada”. Versão portuguesa do original.
7  novembro 2017

 

DEBORAH MAGGIOLO – CURADOR DE ARTE,  M.A.D. GALLERY (MILÃO, ITÁLIA)

“Divulgando-se como um tipo atípico de mandala ou padrão arabesco, esta obra de arte quer transmitir uma mensagem muito simples, mas importante. Usando a arte como meio privilegiado para alcançar diretamente o coração dos seus interlocutores, a artista, incitam-nos a seremos livres, recorrendo a alguns símbolos peculiares, como um cavalo e uma borboleta, associados à ideia de liberdade. Os elementos da composição, graciosamente misturados com um fundo sinuoso, tendem ocultar-se a um olho negligente. Entre eles, no centro da tela, identificamos uma chave de violino, referindo-se expressamente ao universo musical e transmitindo a obra de arte, um senso ainda maior de movimento e harmonia global. À medida que a música flui livremente no éter, disseminando-se no espaço e no tempo, somos convidados a permitir que a nossa verdadeira essência seja transmitida da mesma maneira, projetando a nossa interioridade nas nossas ações e comportamentos sem qualquer medo. Devemos deixar brilhar as nossas verdadeiras cores, como recordado pela famosa  canção da da Cindy Lauper. Devemos libertar a nossa verdadeira alma, sermos nós mesmos sem preocupar-nos com o julgamento dos outros, que estará lá sempre. Devemos aprender a não limitar o nosso potencial, mas sim a escutar o nosso coração e a guiar-nos por ele. Todo este arranjo colorido lembra as formas curvas e encantadoras do Art Noveau, que foi devidamente inspirado por estruturas naturais;  de certa forma, também pode ser visualmente associado com o estilo de Georgina O’Keeffe  pela fluidez e suavidade que a sua paleta de cores brilhante transmite e também pelas notas vibrantes incutindo energia vital na composição. Usando a cor da maneira expressionista, Cristina Maya Caetano apresenta toda a gama colorida do arco-íris, incluindo todas as nuances da alma humana, que aqui parecem ser abaladas pelo vento da liberdade. Esta pintura convida-nos a libertar-nos das inseguranças que invadem cada pessoa, dando-nos positividade, calma espiritual, colocando-nos em contato com o nosso eu mais profundo. Isso leva-nos a uma purificação interna e mostra-nos a beleza da nossa alma e do mundo exterior, aqui representando pelo símbolo das flores, e que nos ajuda  a apreciar melhor a vida e a realidade circundante”. (opinião sobre a pintura Cristina “Livre no Ser”). Versão portuguesa do original.

Outubro 2017 

ELMADANI BELMADANI – CURADOR E ARTISTA PLÁSTICO (MARROCOS)

“Cristina é uma artista portuguesa. O seu estilo é abstrato, e expressa-se  com cores, muitas vezes limitadas a três opções de forma a proporcionar uma aparência de cores próximas umas das outras para fornecer um alcance rico e brilhante. Cristina tenta mostrar-nos algumas pinturas abstratas com pinceladas ligeiras, onde as cores se misturam na tela para dar uma pequena luz sobre fundos escuros. Essa ilusão de cores permite-nos ver que ela expressa emoções e alegrias de uma maneira poética”. (no Livro de Arte “World Masters Of Contemporary Art – Taza Biennials since 2014” – página 54). Versão portuguesa do original.

Outubro 2017

 

CHIARA BURDO – CURADOR DE ARTE,  M.A.D. GALLERY (MILÃO, ITÁLIA)

“Dois flamingos que são aqueles que ficam na frente da entrada dessa  secreta e profunda  natureza, como  guardas de segurança, sempre prontas para defendê-la. As flores são o que há do outro lado desse ponto de abertura, símbolo da vida, produzindo o pólen importante para o ecossistema que é fundamental para a alimentação de abelhas e elas são como mães que todos os dias cuidam de seus bebés. É um grito claro para voltar à origem, onde tudo está planeado e bem protegido graças à ordem da natureza, e nada é deixado ao acaso. Uma combinação de linhas de curvas e cores é predominante nesta pintura a óleo. Uma lembrança para o Art Nouveau quando os artistas se inspiravam nas formas orgânicas e geométricas, desenvolvendo desenhos elegantes que uniam formas naturais e fluídas que se assemelham às hastes e às flores das plantas. Quando a produção industrial era, nesse ponto, generalizada, e ainda assim as artes decorativas eram cada vez mais dominadas por objetos mal feitos que imitavam períodos anteriores. Um grito de ajuda para abandonar uma sociedade e produtos de massa, onde tudo é o mesmo para todos. Um grito pela arte, para restabelecer um mundo de mentes criativas, para o diverso; expresso pelo uso de cores ousadas citando o artista Edvard Munch” uma conexão perfeita entre Art Nouveau e Expressionismo com o uso de linhas biomórficas e tons selvagens e contrastantes”. (opinião sobrea  pintura Cristina “Portal da Ascensão”).Versão portuguesa do original.

Outubro 2017

FLAVIO DE GREGORIO – ACCADEMIA SANTA SARA (ALEXANDRIA, ITÁLIA)

“A pintora Cristina Maya Caetano em 2017 foi premiada pela Academia de Santa Sara em Alexandria (Itália) e mencionada no livro dourado pela Academia de Santa Sara. Premio Cittadella 2017. “Sinais vivos e cores felizes fazem parte da pintura criada pela pintora portuguesa Cristina Maya Caetano. O ditador poético de sua consciência sempre tende a se mover cognitivamente no mundo visualmente íntimo, de cujas respostas a atenção panorâmica é atraída para as peculiaridades objetivas de fauna. É uma pintura bonita e fresca com uma pureza cromática, definida no tom por uma intensa vocação poética, que reforça o sentido da vida, predispondo o mundo evocativo a uma pitoresca teatralidade, conforme o poder comunicativo palpável e reativo da pintor”. (no Catálogo“Premio Cittadella”- accademia Santa Clara. Página 8). Versão portuguesa do original.                                                        

Setembro 2017

DINO MARASÁ – CRÍTICO DE ARTE INTERNACIONAL. STUDIO BYBLOS (PALERMO, ITÁLIA)
“Cristina é uma artista real, válida e maravilhosa que sugere emoção e poesia”. Versão portuguesa do original.

17 – 06-2017

PAOLO LEVI – CRÍTICO DE ARTE INTERNACIONAL. DIRETOR DE EA (ITÁLIA)

“Habilidade comunicativa que ultrapassa a fronteira visual em criações portadoras harmoniosas de mensagens universais. Uma arte que revela a criatividade do artista e os impulsos íntimos da sua alma”. Versão portuguesa do original.  

Março 2017

 

ELENA GOLLINI – CRÍTICA DE ARTE INTERNACIONAL e JORNALISTA (ITÁLIA)

“Il mondo exspressivo di Cristina Maya Caetano trova linfa e vigore vitale nell’ancestrale ed eterno rapporto tra uomo-essenz esistenza. Le place spaziare tra forma, segno e materia, in a fusione pittorica sui generis, che unisce e fonde insieme mente e spirito, ragione e passione. La sua ricerca si alimenta sul significato delle radici dell’uomo e si focalizza sul senso dell’essere e dell’esistere con un clorollario di allusioni e rimandi subliminali, che lo spettatore deve saper cogliere e comprendere con acuta perspicacia, senza limitarsi ad una visione superficiale e solo estetica. Nella sua pittura l’estemporaneità raggiunge livelli alti e nell’incontro tra azione e pensiero si coniuga con un’originale sintesi narrativa. L’amore per il mondo naturale si impone con forza e ne sottolinea l’intento di sostenere un proprio ideale, di avere un ruolo ben inquadrato, seguendo un percorso artistico coerente e consapevole. Il sua intensa potere evocativo infonde voce e forma al pensiero creativo, lo innerva di slancio vibrante e di vita propria e lo trasforma in una sfaccettato e variegato “diario pittorico”.

New York, março 2017

 

CRISTINA MADINI  –  FUNDADORA E DIRETORA EXECUTIVA DO ROSSOCINABRO  GALLERY (ROMA, ITÁLIA)

“Cara artista Cristina Caetano, eu vi e gostei das obras que eu visitei no teu website. Tu convido-te a considerar a oportunidade de expores na galeria RossoCinabro em Roma, na modalidade de residência durante vários meses”.​ Versão portuguesa do original.

Fevereiro 2017

 

CARLOTTA BIFFI – CURADOR DE ARTE,  M.A.D. GALLERY (MILÃO, ITÁLIA)

“Uma tempestade torrencial de cores fortes colocadas na tela, adotando propositadamente a composição e, ao mesmo tempo, estabelecendo uma nova ordem de espaço. A cor, na sua forma nua e crua, parece ser o ator principal de um acontecimento que está a acontecer em frente aos nossos olhos. Ela espalha-se e coagula, flutua no ar e ancora no chão, dança no espaço e fecha-se; no final do fluxo vibrante de cores aumenta a forma. Flutuação entre Formalismo e a pintura abstrata, Cristina Maya Caetano introduz-nos dentro de um caminho espiritual, em aproximar a cor que ela usa para realizar uma imagem profunda, alegre e altamente significativa. O mesmo título “Abraça a tua sua beleza interior”, ofereçe-nos uma sensação de otimismo constante, enriquecida pelos símbolos tradicionais de beleza transmitidos pela cultura ocidental; O pavão, a rosa e a borboleta, e, no entanto, assim que percebemos a presença deles, a cor dissolve-se num rodopio sem fim, como o mestre silencioso de um mundo que se encontra logo atrás da superfície da tela”. Versão portuguesa do original.

Janeiro 2017

 

FRANCISCO TORRALBA – CRÍTICO DE ARTE INTERNACIONAL, ESPACIO 120 (BARCELONA, ESPANHA)

“Eu conheci o teu trabalho recentemente e é de alta qualidade e criatividade artística”. Versão portuguesa do original.

Janeiro 2017

 

SANDRO SERRADIFALCO – DIRETOR PUBLICITÁRIO DA EA (ITÁLIA)

“La Potenza espressiva di Cristina Maya Caetano é altamente tangible in ogni sua opera. I suoi lavori sono carichi di una valenza surreale. Tra astratto e figurative, sono immagini che testimoniano il suo mondo interior fatto di colore, felicità, energia vitale: una dimensione sospesa e atemporale che nell’immaginaginario commune ricirda atmosphere New Age. Le sue opera sono omaggi alla natura rigogliosda e selvaggia e al popolo che la abita. Visioni e immagini, rese con un linguaggio ormai ben consolidato che la contraddistingue. Lo spettatore si distacca dalla realità e, per lunghi e intensi attimi, si sente trasportato in una dimensione parallela al reale, dimemsione che fa parte del mondo della fantasia di ognuno di no. Dipingere per Cristina Maya Caetano è manifestazion di sentimenti e di lode alla natura, attraverso una valida resa cromatica. Un continuo canto alle belezze del creato, di lirico trasporto emozionale da cui emerge lo spessore del talent dell’artista” (about cristina’s painting “The brightness of new age”, in catalog “Contemporanei nella città degli Uffizi”,  194 page).

Florença, novembro 2016

 

SALVATORE RUSSO – CURADOR  INTERNACIONAL DE ARTE (MILÃO, ITÁLIA)

“As torções cromáticas tornam todo o trabalho da Cristina Maya Caetano num verdadeiro jardim mágico. Nas obras da artista domina a cor que assume a forma de um grande arco-íris, que visa tornar a vida do homem um verdadeiro sonho realizável. “(sobre a pintura da Cristina” O brilho da Nova Era”, no Livro de Arte, “The Best Modern and Contemporary Artists 2016”, página 157. Versão portuguesa do original.

Viena, novembro 2016

 

BARBARA ROMEO – CRÍTICA E HISTORIADORA DE ARTE. EA EDITORA (ITÁLIA)

“A sua arte é portadora de elevados valores artísticos, culturais e estéticos, bem como de uma habilidade técnica inegável resultado de um trabalho e estudo em profundidade o que torna o seu trabalho admissível e digno de nota”. Versão portuguesa do original.

Novembro 2016

 

EQUIPE MAD GALLERY (ITÁLIA)

“Cristina na sua obra“ Superação Da Mente ”cria uma experiência multi-sensorial, onde as cores fluem como chamas e definem as características dos rostos. A expressividade dos tons e a nitidez das formas aumentam a espiritualidade da composição, despertando um senso ancestral e familiar de antinatural que parece estar enterrado na própria mente”. Versão portuguesa do original.

Outubro 2016

 

DINO MARASÁ – CRÍTICO DE ARTE INTERNACIONAL, no Livro de Arte ART BOOK POLYCROMIA. STUDO BYBLOS ( PALERMO, ITÁLIA)

“Cristina Maya Caetano é uma pintora que estimula aqueles que entram em contato com as suas pinturas que são únicas e às vezes revelam emoções conflitantes. Ela está equipada com uma personalidade forte, a Portuguesa artista é sóbria, de grande requinte, e ela pode efetivamente transmitir as várias tonalidades de cor. E se as espirais com que transfigura o seu mundo interior expresso uma metáfora sutil da vida humana, algumas tensões especiais são também dos seus temas figurativos que emergem do magma cromático”. Versão portuguesa do original.

Outubro 2016

 

EQUIPE MAD GALLERY (ITÁLIA)

“Cristina é uma artista portuguesa que nos oferece obras de arte coloridas com linhas sinuosas que nos trazem uma natureza colorida”. Versão portuguesa do original.

Setembro 2016

 

CHANTAL LORA – DIRECTOR GERENTE DA GALERIA DE MONTEOLIVETO (NICE, FRANÇA / NÁPOLES, ITÁLIA)

“Nós achamos interessantes em sites de arte, os seus trabalhos gráficos, ilustrações e o seu caminho artístico em particular”. Versão portuguesa do original.

30 agosto 2016

“Cristina congratulo-te pelo excelente trabalho e pelos vários tipos de obras de arte cheias de grandes sentimentos que tu realizas”. Versão portuguesa do original.

1 setembro 2016

 

VIRGINIA ANGIUS – CURADOR DE ARTE,  M.A.D. GALLERY (MILÃO, ITÁLIA)

“A artista portuguesa Cristina Maya Caetano significa eclecticismo, não só pela sua capacidade de combinar o conteúdo surrealista e técnica de pintura psicodélica, que observamos na sua pintura a óleo, mas pelas suas múltiplas fontes de inspiração e expressão, principalmente provenientes da natureza, sentimentos humanos e a sua própria poesia. “Rosas da alma para ti”, explica perfeitamente a sua arte inclusiva: um tema natural é reinventado de uma maneira surreal para ser oferecido ao espectador como um presente, revelando a importância da ligação entre a alma interior do artista e a sua expressão visual, através da qual ela é capaz de oferecer a qualquer espectador uma pista sobre os seus sonhos e crenças”. Versão portuguesa do original.

Setembro 2016

 

FLAVIO DE GREGORIO – CRÍTICO DE ARTE. ACCADEMIA SANTA SARA (ALEXANDRIA, ITÁLIA)

“Tenho o prazer de anunciar que vi o teu trabalho artístico através da tua biografia no site YOO ART. Considero a validade da tua obra de arte, tanto na qualidade estética quanto na profundidade emocional”. Versão portuguesa do original.

8 Agosto 2016

 

EA EQUIPE DE ARTE CRITICA (ITÁLIA)

“A criatividade da Maya Cristina Caetano encontra a sua tradução natural numa pintura abstrata caracterizada por uma cromática vibrante, que se depara com um ritmo tonal viciante. O cromo vivo transmuta o real, que perde um reconhecimento rápido em favor de uma profunda lírica poética que permeá todo o seu trabalho. A sua marca é incisiva, destacando um fluxo emocional ininterrupto que pode levar o observador ao vasto mundo espiritual do artista “. Versão portuguesa do original.

Agosto 2016

 

OLLIE MORRIS- ASSISTENTE EDITORIAL (EUA)

REVISTA ART ARENA NEW YORK

“Os nossos critérios editoriais de seleção são específicos para artistas cujo estilo visual tem um alcance global e, cujo trabalho é capaz de falar e ressoar com um público mais amplo. Após uma extensa revisão do seu trabalho, acreditamos que você é um ajuste ideal nas nossas exibições porque fala de dois estilos de valores artísticos contemporâneos e clássicos”. Versão portuguesa do original.

27 agosto, 2016

 

PAOLO LEVI – CRÍTICO DE ARTE INTERNACIONAL. DIRETOR dA EA (ITÁLIA)

“A luminosidade e o calor do país sul-americano vivem nas obras de Cristina Maya Caetano, na sua expressão declarada de cores vivas e vibrantes, escolhidas por participantes com um lirismo íntimo com os estados de vida da sua terra. A artista cria um design complexo, construído por uma miríade de pormenores de cores com contornos profundos, mas perfeitamente harmonizados, fragmentos de espaço que podem acomodar a cor com a sua vitalidade, espalhados com graça, capazes de gerar um duplo efeito de intensidade e transparência que recorda as janelas de vidro Art Nouveau. São janelas sobre a alma, mosaicos emocionais que combinam a tradição e a modernidade, pousando em uma solução composicional deliberadamente perspectival e com impacto visual imediato O intrincado labirinto de sinais transmite uma vaga sensação de estranhamento e suspensão silenciosa, esperando por eventos não especificados”. Versão portuguesa do original.

Palermo, julho 2016

“Interprete sensível do mundo, capaz de capturar cada emoção visual simbólica através de obras que revelam uma criatividade espontânea e uma incessante investigação artística. Uma arte que traz os sentimentos mais profundos da alma”. Versão portuguesa do original.

Palermo, junho 2016

 

ALICE – CURADOR DE ARTE DA INTERARTEX (SUÉCIA)

“Eu vi alguns dos teus trabalhos, e eu achei-os muito envolventes”. Versão portuguesa do original.

15, abril 2016

 

DOTT CHIARA SACCANI – ART CRITIC (ITALY)

“Criatividade, sensibilidade e poesia: “Superação da Mente”, superando a mente. A artista portuguesa coloca beleza na tela com o seu ser mais profundo e com a sua cognição da realidade num mar de ondas e cores”. Versão portuguesa do original.

Março 2016

 

MATT BENSON – CURADOR ASISTENTE WORLD WIDE ART BOOKS (EUA)

“Eu encontrei a tua arte no site da Bienal de Florença e eu gostei muito. Então eu queria convidá-la a enviar o seu portfólio para inclui-lo no “Current Masters”, “International Contemporary Masters” e “Important World Artists”, três lideres de publicações de arte anualmente publicadas que apresentam notáveis artistas e fotógrafos de todo o mundo”. Versão portuguesa do original.

15-03-2016                                                                       

 

ROSI RANERI – CURADOR INTERNACIONAL (ITÁLIA/INGLATERRA)

“Eu tenho de admirar as tuas pinturas, parabéns. Eu ficaria feliz em tê-la em exposição”. Versão portuguesa do original.

19-02-2016

 

SALVATORE COSTANTINO – PROF. DR. DR. (ITALY)

“Cristina Maya Caetano organiza uma urdidura pictórica, usando golpes generosos de cor, que são sinais em si próprio. “Livre no Ser”, a aspiração de se tornar livre, não é apenas o título deste trabalho, mas também é o tema central desta pintura. Liberdade significa vontade de quebrar o molde e as restrições impostas pelo passado e pelo ambiente social em que se nasce e se vive. Partindo as “barras da gaiola da mente”, esta é a mensagem alusiva a esta pintura com uma narrativa fantástica. Um sorriso forte congratula-se com a longa liberdade, que é magistralmente traduzida como uma metáfora de um mundo de fantasia que é cor, flor, música, mulher com cabelos castanhos e animais das fadas”. Versão portuguesa do original.

Palermo, janeiro 2016

 

CATERINA RANDAZZO – HISTÓRICO E CRÍTICO DE ARTE. EA EDITORA (ITÁLIA)

“Belas pinturas!” Versão portuguesa do original.

30, novembro 2015

 

 RICCARDO BALDELLI – CURADOR DE ARTE DA INTERARTEX (SUÉCIA)

“O trabalho de Cristina mostra nas suas cores suaves da sua capacidade técnica, uma atmosfera de sonhos e da infância (como as pinturas” Amor à Vida”,” Essência pura”,” Rosas de alma para ti”)”. Versão portuguesa do original.

24, novembro 2015

 

SALVATORE RUSSO – CRÍTICO DE ARTE INTERNACIONAL. (ITÁLIA)

“Cristina Maya Caetano elabora a sua própria escrita lingüística. O seu próprio alfabeto de sinais com o qual expressa a complexidade dos seus conteúdos. No centro de cada representação é colocada uma pesquisa destinada a revelar o que está escondido. A sua composição está cheia de simbolos que cobrem o espaço pictórico como uma onda de patch-obra, recompondo-se em si próprio numa elaboração consistente de uma narração figurativa, muitas vezes enigmática. Caetano expressa-se através de uma nova linguagem visual. Os seus trabalhos descrevem paisagens internas, fortes transtornos emocionais que a artista compartilha com o observador. Através desta grande complexidade de pensamentos, Cristina redefine o conceito de sinais numa chave pessoal, gerando reais  obras-primas visuais. A trama lingüística de Caetano é muito complexa. Uma história que acompanha o observador na sua longa jornada. Uma jornada que o leva a conhecer histórias fantásticas. Histórias para ouvir em silêncio e com grande atenção”. (No livro de arte “iSegnalati 2015”, páginas 29-32). Versão portuguesa do original.

Edimburgo, novembro 2015

“Um verdadeiro arco-íris cromático, esta pintura da artista Cristina Maya Caetano. Um arco-íris capaz de descrever o som da cor. Esta pintura é caracterizada por uma grande harmonia, onde a artista traça contornos das figuras. Uma harmonia silenciosa, que na realidade faz-se ouvir com a força da sua voz”. (Sobre a pintura da Cristina “Arco-íris da Alma”, no Livro de Arte, “The Best Modern and Contemporary Artists 2015”, página 242). Versão portuguesa do original.

Edimburgo, novembro 2015

 

MARTINA CALIRI – CRÍTICA DE ARTE (ITÁLIA)

“O trabalho da Caetano é um banquete de cor e forma, cuja inspiração quase carnavalesca, desencadeia um mecanismo de pesquisas para encontrar a fórmula que revela a mensagem do seu trabalho. Originalidade e caráter, tornam o trabalho da artista um sinal válido e claro de como a arte contemporânea está a crescer”. Na revista Effetto Art “ARTIST PER L ‘UNICEF” – September / October 2015. EA Editore, 101 page (Sobre a pintura da Cristina “Criaturas etéreas”). Versão portuguesa do original.

Palermo, outubro 2015

 

HEINZ PLAYNER – CURADOR, CRÍTICO DE ARTE, DIRETOR DA GALERIA DE PAKS (ÁUSTRIA)

“A equipe dos curadores da Galeria PAKS, viu as tuas obras de arte e achou interessante para uma Exposição na nossa Galeria. Concordamos que as tuas obras de arte combinam com o nosso conceito e sucitara o interesse entre a nossa audiência”. Versão portuguesa do original.

20-07-2015

 

ZINA BERCOVICI – CURADOR INTERNACIONAL DE ARTE

“Que bonita Arte tu tens! Parabéns”. Versão portuguesa do original.

06-12-2015

“Queremos parabenizá-lo, Cristina Maya Caetano pela qualidade dos teus trabalhos. Nós vimos as tuas obras de arte na MIAMI ART EXPO 2015 e ficamos fascinados pela tua pessoal pesquisa de arte, refinada e evocativa muito próxima do abstrato onde a interação de espaços, formas e conexões das cores criam resultados tão intensos e emocionais que podem ultrapassar os limites físicos da tela. Procuro vitalidade, experimentação, padrão multicolor e harmonioso, liberdade de pensamento, pureza de expressão e, acima de tudo eu penso que a tua arte trará uma estimulação nova e criativa ao meu evento. International Art Zina tem assim o prazer de convidá-la para o Salão de Inverno, Estrasburgo 2015, uma Exposição Internacional de Arte Contemporânea, que trará artistas e os seus trbalhos de todo o mundo. Parabéns pela qualidade de seus trabalhos”. Versão portuguesa do original.

14-06-2015

 

AUGUSTO SANTOS – ESPECIALISTA DE ARTE (PORTUGAL)

“O Mundo de Maya, o mundo da imaginação, dos contos do imaginário dos sonhos, um novo mundo. Nota-se intensidade nas obras, mas uma intensidade revelada com suavidade, na conjugação de cores, na sua palete de cores de formas ondulares que nos transmitem o imaginário. Os traços demonstram uma base algo “Naif” no sentido de serem livres, não estando presos a regras ou convenções da arte, o que é óptimo, pois é criativo, é novo é fresco. As pinturas transportam-nos desta forma para um mundo imaginário, como uma criança, onde a liberdade das cores e das formas nos libertam o pensamento. Uma artista a seguir, muito bom, muito fresco”.

Porto, 14-06-2015

 

JAVIER RAMIREZ – DIRETOR DA GALERIA MARZIA FORZEN (ALEMANHA)

“Parabéns pelo teu trabalho de arte maravilhoso e poderoso. É realmente um código interessante de ler”. Versão portuguesa do original.

7 abril  2015

 

JULIETTE TOWNSEND – EDITORA GERENTE E CURADORA DA ART PLATFORM NYC (EUA)

“Nas obras da Cristina existe algo intenso e poético nas sensibilidades. Eu diria que a Cristina tem algo muito diferente”. Versão portuguesa do original.

New York, 3 – 01 – 2015

 

AMSTERDAM WHITNEY GALLERY (NEW YORK)

“O nosso notável Comitê Curatorial de Revisão ficou muito impressionado com a excelência da obra da Cristina, como “ABERTURA DO CORAÇÃO”, que ressoa com uma profunda narrativa visual, com a qual a Cristina revela o invisível dentro do visível. A jornada artística espiritual que Cristina retratou na sua obra estelar é bastante impressionante e um triunfo da expressão pessoal. “AMOR À VIDA” gera um profundo senso de simbolismo, refletindo uma mensagem universal. Nós saudamos a Cristina com a sua obra esteticamente absorvente com um senso textural dinâmico e formas viscerais poderosas. Ficamos encantados com a qualidade emotiva de “CRIATURAS ETÉRICAS”, que reflete o fino talento da Cristina e a sua vibrante intensidade visual das cores. A Cristina com a pintura “AQUI E ALI” transmite a sua visão única artística de capturar o impalpável à medida que ela aproveita a essência da experiência emocional e física”. Versão portuguesa do original.

Chelsea 2- 11 – 2014

 

DINO MARASÀ – CRÍTICO DE ARTE INTERNACIONAL (ITÁLIA)

“Cristina Maya Caetano estiliza flores em volume cromático significativo. Elas caraterizam-se por um mundo emocional feito de puras emoções instintivas percebidas pela artista”. (sobre a pintura que a Cristina expõe no Louvre “FLORES DE OUTONO” – Book of Artists Carrousel Du Louvre in 2014, EA Editore, page 172). Página 172. Versão portuguesa do original.

Palermo, outubro 2014

 

SALVATORE RUSSO – CRÍTICO DE ARTE INTERNACIONAL (ITÁLIA)

“CRISTINA MAYA CAETANO: A rainha do Éden.

A arte de Cristina Maya Caetano é dividida em três vertentes: ilustrações, óleo sobre tela e “Little fada Lotus”, ou, uma série feita pelo artista que usa uma técnica mista, juntamente com o óleo sobre tela. Os mundos narrado por Maya, são uma terra encantada. Dela, é uma pintura que eu diria que pertence ao gênero das fábulas. Contos de fadas ganham vida no mundo encantado de Caetano. Um mundo em que nos encontramos pássaros, viver no paraíso celestial. Suas ilustrações são nascidos a partir dos mesmos escritos que os processos artista. A grande habilidade de Cristina Maia Caetano, é que ela tem sido capaz de criar seu próprio alfabeto, composto de forma e cor, com os quais ela expressa os seus pensamentos mais íntimos. Aqueles que estão perto destas obras, são atingidos por uma luz eterna; uma luz que se aproxima da salvação divina. O artista Português especializada em sua pintura, em histórias para crianças e contos de fadas. Os contos de fadas estão manchadas com as cores mágicas. O artista, através de sua poética romântica, narra as histórias mais maravilhosas que jamais poderá ser contada. As pinturas de petróleo, por outro lado, são feitas com base em seus versos. Com grande elegância estilística, Maya, alcança o soneto perfeito. Um soneto composto por 14 versos, dois quartetos e dois tercetos, que fazem toda a poesia visual, uma verdadeira harmonia. As composições de óleo sobre tela do artista, tem a elegância estilística de um balé de dança moderna e majestosa elegância de uma peça de música clássica. O artista vence as sombras da escuridão, e vai em busca da luz. Cada uma de suas obras, é um exemplo concreto, da vitória do bem contra o mal. Os exércitos de bom lutar sua eterna batalha contra os monstros da psique, e sempre surgem vencedores. De grande interesse crítico, é o pão, que o artista dedica-se a série “Little fada Lotus”. Uma pequena fada, vive na flor de lótus, sempre objecto de mistério. A flor de lótus é muitas vezes descrita como a flor do ouro com mil pétalas, e é o símbolo da graça feminina e da fertilidade. A flor de lótus egípcio é freqüentemente representado em elementos arquitetônicos do que as pessoas. Isis usou em seu cetro para representar a fertilidade do rio Nilo. Este pão, dedicada à fada da flor de lótus, que nasce a partir d e ambientes que variam de África e na Índia, e são concluídas através de imagens de flores, borboletas e elefantes. Na pintura de Cristina Maia Caetano, domina a magia. A magia que inunda a tela e faz com que cada história: fantástico. Eu posso dizer com certeza que Maya, é a verdadeira Rainha do Éden: o reino de contos de fadas em que os sonhos vêm verdade. O observador que vê suas belas composições, mas não pode permanecer fascinado. Suas histórias sobre tela, são o testemunho mais autêntico da beleza da vida. Uma vida que, apesar dos males e injustiças do homem, continua a deslizar incessante. Uma vida que tem em Cristina Maya Caetano seu verdadeiro pouco de lótus de fadas. A pequena fada, que, graças às suas pinceladas mágicas, restaura para o mundo, um novo olhar. Um aspecto que muito se parece com um arco-íris colorido”. Versão portuguesa do original.

Roma, 31-10- 2014

  • Cristina Maya Caetano | 2013-2018 © All Rights Reserved
  • made by AlexFRSantos